canoa havaiana – Equipes Samu e Brucutus prometem grande disputa na 17ª Volta à Ilha de Santo Amar

Equipes Samu e Brucutus prometem grande disputa na 17ª Volta à Ilha de Santo Amaro de Canoa Havaiana

MAIS LONGA DISPUTA DA MODALIDADE NO MUNDO, COM 75 KM DE PERCURSO, ESTÁ CONFIRMADA PARA O PRÓXIMO DIA 14, COM A LARGADA E A CHEGADA EM SANTOS

 

A mais longa travessia de canoas havaianas do Mundo terá, novamente, uma disputa acirrada pela vitória. Pentacampeã e atual recordista, com incríveis 5 horas 41 minutos e 12 segundos, a a Samu Team Brazil, de São Paulo, está de volta na 17ª Volta à Ilha de Santo Amaro, no próximo dia 14, com largada e chegada em Santos, e um percurso com 75 quilômetros de remada, ininterruptamente.

A última vitória da Samu foi em 2018, ano do recorde, baixando a marca dez minutos em relação à vitória na edição anterior. “Acreditamos que este ano será muito equilibrada a disputa, varia equipes boas e treinadas estarão na prova. Isso eleva o nível e faz com que todos entrem mais concentrados”, afirma Sergio Prieto, capitão da Samu, que terá na Volta também uma equipe supermaster masculina e uma open mista, essa só com alunos do projeto na capital paulista.

O time que tem vivência em provas no exterior compete completo na categoria open masculina, tendo como grande rival a Brucutus, de Bertioga, única equipe que participou de todas as edições. No ano passado, o grupo da Baixada Santista liderou boa parte do desafio, mas acabou em segundo lugar, depois de um erro de percurso justamente no Canal de Bertioga, onde treinam costumeiramente. “Estamos com um time bem forte. Acredito que o recorde deve ser batido. Ou pela gente, ou pela Samu”, ressalta Everdan Riesco, capitão da Brucutus e presente em todas as edições do evento.

A prova costeia a Ilha de Santo Amaro, onde fica Guarujá, com os atletas enfrentando trechos de mar, inclusive com ondulações, rio (Canal de Bertioga) e o Porto de Santos, exigindo muita força, resistência e estratégia. São nove atletas na equipe, com três sempre no revezamento, feito com a canoa em movimento, mais um detalhe de emoção na competição.

Todas as equipes contam com barcos de apoio, acompanhando todo o percurso, e também responsáveis por levar os atletas que estão revezando. A largada será na Praia da Aparecida, em Santos, e os atletas seguem em direção à Ilha das Palmas, depois até o Forte de São João, em Bertioga. De lá, seguem pelo rio, com riscos de baixios, até o Porto, para seguirem pelo trecho final até o ponto de partida.

A 17ª Volta à Ilha de Santo Amaro de Canoa Havaiana tem o patrocínio de DP World Santos, através do Promifae/Semes, e copatrocínio da Opium Caiaques e Canoas. Apoios: Panificadora Rainha da Barra, Sabesp, Baraçaí, Secretaria Municipal de Esportes de Santos, Drones Litoral e FMA Notícias. Organização da Canoa Brasil, com supervisão da Abracha – Associação Brasileira de Canoa Havaiana.


FOTOS DIVULGAÇÃO CRÉDITO: IVAN STORTI


Divulgação e créditos por: FMA NOTÍCIAS – Fábio Maradei

(Visited 55 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.